Swimming Home/pt

From The Evanescence Reference
Jump to: navigation, search

All That I'm Living For
Anything For You
Anywhere
Ascension Of The Spirit
Away From Me
Before The Dawn
Bleed
Breathe No More
Bring Me To Life
Call Me When You're Sober
Catherine
Cloud Nine
Demise
Eternal
Even In Death
Everybody's Fool
Exodus
Faixa Five
Farther Away
Field of Innocence
Forever You
Forgive Me
Give Unto Me
Going Under
Good Enough
Goodnight
Haunted
Hello
Hi-Lo
If You Don't Mind
Imaginary
Lacrymosa
Lies
Like You
Listen To The Rain
Lithium
Lose Control
Missing
My Immortal
My Last Breath
October
Origin
Snow White Queen
So Close/es
Solitude
Spanish
Surrender
Sweet Sacrifice
Taking Over Me
The End
The Last Song I'm Wasting On You
The Only One
Together Again
Tourniquet
Understanding
Weight of the World
Where Will You Go
Whisper
You Got A Lot To Learn
Your Love
Your Star

Article.png Swimming Home is available in english. See the article

Swimming Home está disponible en español. Ver el artículo

Το άρθρο Swimming Home είναι διαθέσιμο στα ελληνικά. Δείτε το άρθρο

Swimming Home è disponibile in italiano. Vedi l'articolo

Swimming Home به زبانِ پارسی موجود است. مقاله را از اینجا بخوانید


Informações Gerais

Escrita por: A. Lee e W. B. Hunt

A 12ª faixa do álbum auto-intitulado, Evanescence. A existência e o título dessa música foram revelados pela primeira vez em uma entrevista do MSN em 30 de agosto de 2011 .[1] É uma das três músicas que foram retrabalhadas das sessões de 2010 com Steve Lillywhite, assim como Made of Stone e Secret Door.

"Swimming Home" é a única música da versão normal do álbum que contém harpa. Descrita como "a maior partida" por Amy, esta faixa expõe um lado do Evanescence que nunca foi visto antes. Swimming Home vem de uma fase criativa em que tudo era mais etéreo e conduzido por programação (ver, por exemplo Perfect Dream e  Halfway Down the Stairs) ."Swimming" aborda a "passagem para a próxima vida. É a aceitação agridoce"."[2]

Amy sempre teve uma forte ligação com os mares e oceanos. Isto porque, como declarou em uma entrevista, ela cresceu perto dessas águas, assim ela se sente protegida e percebe o quão pequenas são as questões da vida, quando comparadas com a imensidão dessas águas .[3]

Em uma entrevista faixa a faixa com NME.com, Amy explicou a música dizendo[4]:

Vin1.jpg Swimming Home é, definitivamente, a verdadeira representação daquela fase muito eletrônica que eu estava passando. Eu amo a música, eu acho que ela expressa um pouco de uma emoção nova para mim, para o Evanescence. Porque é triste, é um adeus, é tipo um outro lado da música anterior. É como fosse do ponto de vista da pessoa que está passando para a próxima vida. Mas é pacífica, é uma aceitação dessa coisa louca que me fascina, que me pergunto sobre e penso. E é como, a vida e morte e o que vem depois?

Por isso é essa aceitação e o sentimento pacífico, como a calma depois da tempestade.

Vin2.jpg


Amy disse isso sobre Swimming Home em entrevista à Kerrang :

Vin1.jpg É adeus. É , em parte, sobre a aceitação da morte. Eu amo essa música, porque não está com raiva e não é perfeitamente feliz. É triste, mas é a aceitação das coisas na vida que são difíceis - Como alguém deixando este mundo e sentindo a paz da passasgem. [5] Vin2.jpg

Foi apresentada para a trilha sonora da animação japonesa de 2008 Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar, mas não foi aceita.[6]

Versões

Versões de estúdio:

Swimming Home

  • Data de gravação: abril de 2011 - julho de 2011
  • Estado: Lançada
  • Lançada em: Evanescence
  • Duração: 3:43

Swimming Home [sessão com Steve Lillywhite]

  • Data de gravação: 22 de fevereiro de 2010 - abril de 2010
  • Estado: Não Lançada
  • Duração: Desconhecida

Versões ao vivo :

Swimming Home [ Live]

  • Período de realização de : 13 de janeiro de 2012 - 9 de novembro de 2012
  • Exemplo: House of Blues , Atlantic City, NJ


Letra

Way down, I’ve been way down
Underneath this skin
Waiting to hear my name again

I’m sorry
Nothing can hold me
I adore you still
But I hear them calling
And nothing can hold me

Way down
(Do you really want me?)
All the way down
(Do you really want me?)
I will hear your voice
(Do you really want me?)
But I’ll no longer understand
(But its not really me)

I’m sorry
Nothing can hold me
I adore you still
But I hear them calling

I was looking to the sky
When I knew I’d be swimming home
And I cannot betray my kind
They are here
it’s my time

I’m sorry
Nothing can hold me
(Do you really want me?)
I adore you still
But I hear them calling (calling)
And nothing can hold me

==Tradução ==

Lá no fundo, eu já estive lá no fundo
Sob essa pele
Esperando ouvir o meu nome de novo

Sinto muito, nada pode me segurar
Eu ainda o adoro
Mas eu os ouço chamando
E nada pode me segurar

Lá no fundo
Bem lá no fundo
Eu ouvirei sua voz
Mas não entenderei mais

Sinto muito, nada pode me segurar
Eu ainda o adoro
Mas eu os ouço chamando

Eu estava olhando para o céu
Quando eu soube
Que nadaria para casa
Não posso trair a minha própria espécie
Eles estão aqui
É a minha hora

Sinto muito, nada pode me segurar
Eu ainda o adoro
Mas eu os ouvi chamando (chamando)
E nada pode me segurar

Notas e Referências


Amy Lee | Terry Balsamo | Tim McCord
Membros Convidados: Will Hunt | Troy McLawhorn
Antigos Membros: David Hodges | Ben Moody | William Boyd | John LeCompt | Rocky Gray
EPs: Evanescence EP | Sound Asleep EP | Mystary EP
Álbuns: Origin | Fallen | The Open Door
Álbuns ao vivo: Anywhere But Home
Singles: Bring Me To Life | Going Under | My Immortal | Everybody's Fool
Call Me When You're Sober | Lithium | Sweet Sacrifice | Good Enough
Outros singles: Imaginary | Missing | Weight of the World | Together Again
Artigos Afins
Tudo de A a Z | Músicas | Merchandise | Shows | Fontes e Logos | Assuntos Relacionados