Terry Balsamo/pt

From The Evanescence Reference
Jump to: navigation, search

__NOTITLE__

Terry Balsamo

Article.png Terry Balsamo is available in english. See the article

Terry Balsamo está disponible en español. Ver el artículo

Το άρθρο Terry Balsamo είναι διαθέσιμο στα ελληνικά. Δείτε το άρθρο

Terry Balsamo è disponibile in italiano. Vedi l'articolo

Terry Balsamo به زبانِ پارسی موجود است. مقاله را از اینجا بخوانید

Terry Balsamo

Terry Balsamo (nascido em 9 de outubro, 1973, em Jacksonville, Flórida) pode ser mais visto e ouvido no Anywhere But Home (2004) CD/DVD ao vivo, e agora, no novo CD da banda, The Open Door (2006). Seu estilo e som causaram um grande impacto na banda, e com resultados incríveis tornou-se o principal colaborador de Amy Lynn Lee para co-escrever a maioria das músicas do novo álbum do Evanescence incluindo o novo single Call Me When You're Sober. Amy declarou sobre o processo criativo de The Open Door:[1]

Vin1.jpg [Após a saída de Ben], eu não tinha mais ninguém — não querendo soar mal — me puxando para trás. Ao invés disso, havia [Balsamo] me colocando para cima. Terry é um ótimo investigador. Ele me impulsionou a fazer coisas que eu talvez não faria antes, porque eu teria medo ou algo do tipo. Ele é um grande compositor, e foi simplesmente como se a gente estivesse se divertindo. Foi como, 'Vamos parar de levar tudo tão a sério e nos divertir,' e nós escrevemos várias músicas juntos que eu realmente amo. [...] Eu estava finalmente criando na mesma sala com alguém. Quando Ben estava na banda, nós nunca escrevemos juntos. Eu escrevia minha música, e eu ia sozinha até o máximo onde podia com ela, e daí nós nos juntávamos e ele fazia as guitarras e outras coisas. Com mais frequência, ele escrevia coisas e trazia para eu fazer letras, melodias, pianos e vocal. Nós nunca pudemos realmente sentar juntos na mesma sala e compor. Eu sempre sentia como se minhas letras fossem muito pessoais e muito difíceis de compartilhar. Mas também a gente não encaixava bem como parceiros de composição. Com o Terry, eu já sabia que gostava do estilo de composição dele, mas eu não sabia como esse processo seria. Mas o que nós construímos como um time é definitivamente melhor do que o que a gente poderia ter feito separados. Vin2.jpg


Terry apareceu no mundo da musica como membro do agora infame, Limp Bizkit. Ele abandonou a banda alguns anos antes do, agora clássico, álbum 3 Dollar Bill Y'All (1997) ser gravado, sendo substituído por Wes Borland no fim de 1999. Terry se uniu depois com alguns amigos do rock de Jacksonville; Scooter Ward, Sam McCandless, Jeremy Marshall e Kelly Hayes. Também conhecidos como os monstros do metal alternativo, Cold.

Terry permaneceu no Cold compondo e gravando com eles em seus épicos, ainda que subestimados, álbuns 13 Ways to Bleed on Stage (2000) e Year of the Spider (2003). Perto do fim de sua permanência no Cold, a banda se uniu ao Evanescence em um show de abertura em 2003 para o Nintendo Fusion Tour. Isso foi antes, é claro, da partida repentina de Ben Moody, guitarrista do Evanescence. Terry tocou no lugar de Moody no palco com o Evanescence após Moody sair durante a turnê européia do Evanescence, e quando o futuro do Cold tornou-se questionável, Terry abandonou o navio, assinando contrato permanentemente com o Evanescence.

Em novembro de 2005, Terry sofreu um derrame, causado por uma artéria no pescoço que foi danificada, levando-o ao hospital por tempo indeterminado. Na verdade, balançar tanto a cabeça foi a causa do derrame.

Vin1.jpg Eles tiveram que fazer um MRI. Quando fizeram o MRI, o doutor voltou ao quarto e estava como, "Você já feriu seu pescoço num acidente de carro ou algo parecido?" E eu estava assim, "Não." Depois foi assim, "Além de balançar a cabeça dia e noite por uma hora e meia" Eu sempre senti algo estranho no pescoço ao fazer isso, mas nunca teria imaginado que me causaria um derrame.[2] Vin2.jpg


Em novembro de 2007, ele alegou estar 50% recuperado do derrame, melhorando diariamente. Ele já pôde viajar com a banda nas turnês.

De acordo com o fã-site do Limp Bizkit, Terry iria supostamente substituir o antigo guitarrista Wes Borland. A banda está trabalhando em algo que até agora não se sabe o que é. Da MTV.com, foi confirmado que o Terry só está participando de um projeto paralelo de Sam Rivers.

Instrumentos e Aparelhos

Vin1.jpg Uso guitarras Ibanez. No estúdio, meio que utilizei arranjos similares aos usados no meu último trabalho no Cold, que são misturar os amplificadores e combinar o som. É um Diezel e um Mesa Boogie Triple Rectifier e então juntei isso tudo para uma linha. Depois, peguei um Bogner e uma Mesa Boogie Triple Rectifier e juntei para outra linha. Combinei eles e fiz um bom trabalho de metal.[2] Neste momento, na turnê, estou usando T.C. Electronics, o G system. Vin2.jpg


Projetos em Bandas

  • Limp Bizkit - Guitarra (1994)
  • Shaft - Guitarra (1996-1999)
  • Cold - Guitarra (1999-2003)
  • Evanescence - Guitarra (2003-hoje)

Notas e Referências

Links


Amy Lee | Terry Balsamo | Tim McCord
Membros Convidados: Will Hunt | Troy McLawhorn
Antigos Membros: David Hodges | Ben Moody | William Boyd | John LeCompt | Rocky Gray
EPs: Evanescence EP | Sound Asleep EP | Mystary EP
Álbuns: Origin | Fallen | The Open Door
Álbuns ao vivo: Anywhere But Home
Singles: Bring Me To Life | Going Under | My Immortal | Everybody's Fool
Call Me When You're Sober | Lithium | Sweet Sacrifice | Good Enough
Outros singles: Imaginary | Missing | Weight of the World | Together Again
Artigos Afins
Tudo de A a Z | Músicas | Merchandise | Shows | Fontes e Logos | Assuntos Relacionados